Sobre

Editorial

Por Felipe de Souza e Letícia Nascimento

 Y-Tudo. O nome explica: um blog que expressa a chamada geração Y – também conhecida como “geração digital”, “geração do novo milênio”, “geração envolvida em tudo”. De tudo um pouco, um “sanduíche” de ideias.

Você está navegando no resultado de um trabalho da disciplina Jornalismo Online, do 4° ano matutino do curso de Jornalismo da UEL. Tínhamos que escolher um tema e o mais votado foi esse: mostrar a cultura, os hábitos e o turbilhão de manifestações da Geração Y. Nada surpreendente, uma vez que todos os integrantes da sala fazem parte dessa leva de jovens que, superficialmente, pouco tem a ver com a geração anterior, a X.

Mas esse negócio de classificar gerações é complicado. Afinal, o que nos torna diferentes dos nossos pais e avós?

Os chamados “estilo de vida jovens” são, relativamente, recentes. Foram criados quando os baby-boomers, nascidos entre as décadas de 1940 e 1950, atingiram a adolescência. Esse pessoal, realmente, conseguiu balançar as coisas. Deles surgiram Elvis, os Beatles, a queima de sutiãs, Woodstock, a pílula e aquela conversa de “paz e amor” que, se prestarmos atenção, nos influenciam até hoje.

Os filhos dos baby-boomers nasceram entre 1960 e 1970 – a geração X – e eram diferentes de seus pais: os hippies e Elvis dão lugar para Michael Jackson, Ferris Bueller, Flashdance e toda a competitividade e ganância dos yuppies.

Nós vivemos na era da comunicação digital. Temos a internet, o consumismo globalizado, as grandes vias de informação fragmentada, celulares multimidiáticos, filmes e músicas acessíveis em um clique, shows compartilhados com milhões pela tela do computador, inúmeras redes sociais viciantes, Lady Gaga e, é claro, este blog.

Com nosso site, tentamos dar uma ideia de nós mesmos e do mundo que nos cerca, esse mesmo da tal geração Y.

Um mundo no qual temos acesso a mais informações que nossos pais, e ao mesmo tempo, mais dificuldade para extrair algum sentido no meio de tantos dados incompletos e, muitas vezes, inúteis – é muita coisa, simples assim. Mundo dos hiperlinks e da ansiedade generalizada, resultante da rapidez da vida cotidiana, em que a estabilidade profissional parece coisa do passado.

Aproveite!

Expediente:

Professor orientador e jornalista responsável:

Lauriano Benazzi (MTb 4847)

Coordenação:
Desirée Molina, Fernanda Cavassana, Luiz Humberto Carlomagno, Marcia Boroski
Equipe de Produção:
Ana Carolina Contato
Camila Meira
Daniela Brisola
Desirée Molina
Felipe Barros
Felipe de Souza
Fernanda Cavassana
Francielly Camilo
Laura Almeida
Letícia Nascimento
Luiz Humberto Carlomagno
Marcia Boroski
Murilo Pajolla
Paulo Henrique Araújo
Rafael Sanchez
Sara Hermógenes
Tatiane Hirata
Thaís Yamanari
*Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s